O Sono das Baleias

 

 

 

Como todos os mamíferos, também as baleias necessitam dormir. O sono das baleias, porém, é diferente do nosso; como a sua respiração é voluntária, elas não podem passar longos períodos dormindo, e uma parte do cérebro tem que estar sempre num determinado nível de consciência. Assim, as baleias podem ser vistas descansando à superfície ou logo abaixo dela, praticamente imóveis, por períodos não superiores a quinze minutos, tempo que dura cada "cochilo", seguido de uma profunda respiração e - se ninguém atrapalhar - outro período de sono. Essa maneira peculiar de repousar pode servir também para proteger-se de predadores potenciais.

 

A existência permanente no ambiente aquático pode ser uma causa direta da aparentemente pouca necessidade de sono profundo das baleias e golfinhos. Estudos indicam que alguns pequenos cetáceos passam boa parte, senão toda sua vida, no que se denomina estado alfa, um estado mental que em humanos é associado diretamente a períodos de relaxamento. Pessoas submetidas a longos períodos num ambiente aquático mantém seu cérebro mais tempo no estado alfa e geralmente requerem menos horas de sono que o normal. Muito embora seja impossível, no presente, fazer medições directas dessa natureza nas baleias, é de se supor que elas possam estar quase permanentemente nesse estado de tranquilidade, o que corresponderia, enfim, à imagem que fazemos desses gigantescos, porém pacíficos, seres.

 

 

Voltar